quarta-feira, 4 de julho de 2012

Controvérsias

Não é segredo pra ninguém que o João tem Marquinhos como um filho, gosta do jogador e do seu estilo de jogo (quando ele resolve jogar). O retorno dele para o Avaí está esbarrando no salário do jogador, algo em torno de R$ 140mil. Valor este que o Avaí, sozinho, não tem como pagar. Na verdade até tem, é só desinchar a folha, mas o João não consegue entender isso.

No mesmo tempo, o nosso Gerente de Futebol, Marcelinho Neozelandês é categórico em dizer que não fará loucuras para trazer jogadores para o Avaí, uma vez que o time não tem dinheiro. Sobram duas opções, ou o Grêmio arca com parte do salário do jogador, o que não deverá acontecer, ou o Avaí finalmente apresenta esse parceiro (que não é o Corinthians) e os euros dele. Caso contrário, o João vai contratar o Marquinhos, mas com que dinheiro? Espero que não empreste mais nada ao clube, porque daí ninguém mais tira ele da presidência...

Sei que enquanto o presidente do clube briga por Marquinhos o Gerente de Futebol diz que não fará loucuras pra trazer jogador pro Avaí. Na última vez que vi o Gerente de Futebol brigando com o presidente por aqui ele ficou desempregado...

5 avaianos comentaram:

Carmen Fuhrmann disse...

Bruno,

O que me preocupa neste discurso é o de fazer o torcedor engolir o que eles querem nos fazer acreditar. estão dizendo que não vão pagar e que não tem dinheiro. S o M9 vier, irão dizer que veio pelo salario abaixo ou que o Grêmio arcou, masa confidencialidade não os deixará fazer nenhuma revelação. A mesma ladainha de sempre do nosso "querido trapalhão" - presidente.

Bruno Carvalho - Resistência Avaiana disse...

Carmem,

O João não tem palavra, eu sei disso, tu sabe, a torcida sabe e até os jogadores sabem.

Não há mais confiança de ninguém para com ele, e isso afeta o clube, todo mundo sabe.

Estou torcendo para que ele não injete dinheiro no clube, porque se injetar, vai virar vitalício, quem nem o sapão.

Abs.

Anônimo disse...

Ao invés de injetar, no meu modo de entender, ele está tirando.
A empresa do filho dele vai muito bem, considerando que na contabilidade dela o passivo é zero, porque os jogadores agenciados são doados, gratuitamente, para que a empresa ganhe muito dinheiro.
Pelo que eu sei, já foram três. Se não acabar logo o mandato do DIDI vai acabar o Avai.
Eu ainda vou a jogos porque amo o Avai e tenho meus colegas lá na Ressacada, porque se eu, e acho que muitos outros torcedores, parasse pra pensar no que tem feito essa diretoria, não iria mais.
Bighal.

Bruno Carvalho - Resistência Avaiana disse...

Bighal,

A empresa do garoto vai bem? Espera, espera que vamos ter novidades, afinal, soube que ele já quebrou umas três investidas anteripores.

Claro que, recebendo jogador de graça fica fácil né? Mas o cara quando não tem a manha, não deslancha.

Abs.

Diego Cordeiro disse...

Isso sem falar na "parceria" feita entre Avaí e Pieri Sports, que resultou na criação da Fanatic.

Muito estranho só o Zunino ter essa ideia brilhante entre os clubes brasileiros, e continuar cobrando 170 reais na camisa oficial, sem falar do preço absurdo dos outros produtos desta marca. Gostaria de saber quanto o Avaí lucra com esta empresa e quanto o Zunino leva por fora, porque não é possível os outros times com grandes marcas, recebendo muita grana anualmente e nós aqui com a Fanatic.

  ©Resistência Avaiana - Todos os direitos reservados.

Modificado por MTblogger | Template by Dicas Blogger | Topo