quarta-feira, 19 de abril de 2017

Não renova Battisttoti!

No dia de hoje, o nobre André Tarnowsky me enviou uma foto da coluna de um jornalista aqui da Ilha onde diz que, ao que parece, Marquinhos está um tanto chateado com a demora do Avaí em procurá-lo para acertar a sua renovação. Ora vejam vocês, o Galego está chateado... Imagina como me sinto eu em vê-lo se arrastando dentro de campo...

O presidente Battisttoti tem uma oportunidade única de fazer o certo, de se livrar de um fardo, de romper as amarras, e para isso, basta não renovar o contrato com o ídolo avaiano. Parece absurdo não renovar com um ídolo, mas convenhamos, não está rendendo nada, é um homem a menos dentro de campo, e já é hora de renovação. O Avaí precisa romper essa amarra, o Avaí não deve nada ao jogador, a instituição Avaí Futebol Clube é maior do que qualquer jogador.

Sou fã do Galego, reconheço tudo o que ele fez pelo Avaí, time do meu, e do coração dele, por isso não quero ver a renovação desse contrato. É bananeira que já deu cacho como diria o folclórico Miguel Livramento. É hora de contratações para o Brasileiro, ao nosso ídolo, cabe agora a arquibancada.

E nem vou falar aqui da birra do Galego ao ser substituído contra o Almirante e não ir para o banco de reservas junto de seus companheiros acompanhar o fim do jogo. Egoísta, bossal e dando de ombros para a coletividade, desceu para os vestiários e lá permaneceu...

#nãorenovaBattisttoti

Foto: Eduardo Valente

Continue lendo >>

domingo, 16 de abril de 2017

Perdemos pro lanterna...

Um jogo pra esquecer
Ontem estive na Ressacada e sou enfático, fui pra ver os amigos, porque futebol eu não vi! O Avaí não entrou em campo, sinceramente, no primeiro tempo não vi um chute a gol, vi um time desmotivado, desentrosado e sem criatividade nenhuma. Coisa medonha!

Me recuso a aceitar uma derrota para o lanterna da competição. Como disse um torcedor na Barraca do Alemão, O time do Barroso somo nós aqui da barraca bêbado.  E é verdade, se pegasse 11 ali da barraca, bêbado como estávamos, não perderíamos pro Barroso...

Claudinei se queimando
A paciência da torcida com Claudinei já está indo pras cucuias, ninguém aguenta mais ver Marquinhos sendo escalado, Kazinski sendo titular no lugar de Douglas e um time sem motivação. Colocar Lorenzo pra jogar e deixar Vinicius Pacheco no banco até o final foi de queimar a ursa do meu estomo...

Douglas não vai embora
Ontem nos corredores da Ressacada o nobre André Tarnowsky encontrou o goleiro Douglas e ao que parece, essa conversa de que ele vai embora não é verdadeira. Se temos um goleiro como ele, não vejo porque insistir no Kazinski. Que venhamos e convenhamos, tomou um frango do obeso Schenk que foi vergonhoso.

Se é pra jogar a final assim...
Se for pra jogar a final com esse time desmotivado, cansado e desorganizado, acho melhor já nem viajar pra Chapecó, porque a bucha que vamos tomar aqui na Ressacada já vai ser grande.  Como pode o mesmo time que venceu o turno estar se arrastando no segundo... Cade o professor e o presidente pra motivar o elenco? Cade o comprometimento dos jogadores para com o time? Cade a peitada de não escalar o Marquinhos pra começar jogando?

Lá em 2009, quando enfrentamos a mesma Chapecoense e perdemos o primeiro jogo lá, o então presidente do Avaí, Nilzon ZZZunino se reuniu comigo, André Tarnowsky, Rafael Pepecão Botelho, Fábio Feijão e mais alguns blogueiros e garantiu que o título seria do Avaí. Mesmo com o resultado adverso, ele tinha convicção do elenco e de que conseguiríamos reverter o resultado. Dito e feito, nos sagramos campeões estaduais contra tudo e contra todos. Hoje simplesmente não vejo Battisttotti com essa capacidade de motivar os jogadores para buscar o resultado que precisamos...

Próximo desafio
Pelo Catarinense voltamos a campo no domingo contra o Inter de Lages, um jogo que já não vale mais nada, como os jogadores que estavam pendurados já tomaram cartão ontem e não correm o risco de não jogar a final, que coloquem todo o time reserva, até o Toshi!

Foto: É da filha da Dona Nesi, a Jamira Pacheco!

Continue lendo >>

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Empate indigesto

O mal do clássico
Impressionante, porém há de se aceitar que o clássico mexe com o emocional dos jogadores, comissão técnica, e claro, dos torcedores. O Avaí entra todo clássico com medo de perder pra imundiça, verdade seja dita. É inacreditável como o Avaí com um elenco melhor, numa fase melhor não consegue um resultado positivo diante de um time numa fase ruim como está o Brócolis F.C..

Não vi todo jogo, mas vi um Avaí superior no segundo tempo, no entanto, faltou competência do time do Sul da Ilha pra enfiar umas duas buchas e mostrar quem manda no clássico. Não adianta, sempre que for clássico o Avaí vai entrar cabreiro, mesmo tendo um elenco melhor e estando em uma fase melhor. Isso é falta de um trabalho psicológico nessa raça...

Foi roubado sim!
Não perdemos porque fomos roubados, perdemos porque não tivemos competencia em vencer o fraco time da Série B da praia do cagão. Mas é preciso deixar registrado que, 'nunca na história desse país' eu vi um juiz apitando clássico lá no remendão que não favorecesse o time da casa. Gritante o erro do naba do William Machado Steffen, gritante mesmo, roubado pra ser mais preciso.

Complicou um pouco
Com esse empate de m* o Avaí já não tem mais chances de vencer o returno e periga ter que jogar a final fora de casa. Como sei que o Avaí faz cosa, e já estamos na final, sigo tranquilo sabendo que estamos na final. Mas é bom o Claudinei e o Battisttotti tratarem de realizar um bom trabalho físico-técnico-mental no elenco, porque uma final, que imagino será com a Chapecoense, será um jogo muito difícil, e se o elenco não estiver com o emocional preparado, vão travar...

Próximo compromisso
O Avaí volta a campo neste sábado as 19:00 (se a RBS não mandar a FCF alterar o horário e dia do jogo) para enfrentar o Almirante Barroso na Ressacada.

Foto: Peguei no Facebook do Avaí rapazi...

Continue lendo >>

sexta-feira, 31 de março de 2017

Vitória no estilo Avaí

Vitória pra quem tem coração forte
Ontem estive na Ressacada assistindo Avaí x Joinville no camarote das Tinas Killing com toda aquela rapaziada animada e sai feliz da Ressacada. Foi um jogo que ficou no 0x0 até o final, mas com superioridade avaiana dentro de campo. A volta dos titulares claramente deu outra cara ao time, que se postou melhor em campo. Gostei especialmente de ver os chutes de fora da área, com bola rolando, coisa que sempre pedi. Claro que Claudinei precisa afiar a pontaria dos rapazi, porque dos 10 chutes que contei, 10 foram pra fora...

Não vi como uma vitória na base da sorte não, vi um Avaí melhor em campo e, claro, engrenando novamente o time titular, pois a ausência dos 06 titulares foi muito sentida. Até mesmo Kazinski, o contestado, fez duas belas defesas ontem e no decorrer do jogo foi bem. Ouvi alguns começando a querer contestar o Alemão... Acho que, para um lateral, ele tem feito um bom trabalho de zagueiro, mas concordo que precisamos reforçar a zaga para o brasileiro. Donde están los hermanos que solicité...

A cruz do Avaí

Não, não estou falando do irmão do Marquinhos não, não dessa vez pelo menos, estou falando dele, Célio Amorim, o árbitro que não viu o jogador do JEC colocar a mão na bola, coisa que todo mundo viu, até o bandeira, pena que não teve coragem de marcar...

É impressionante como Célinho não gosta do Avaí, tenho certeza absoluta que ele torce pro time da praia do cagão, e digo mais, já já vai apitar jogo deles e vai dar pênalti inexistente pra eles pra que eles possam vencer o jogo. Fazia tempo que já não o via apitando, e eis que, mais que de repente, ele aparece apitando o jogo logo do Avaí, que precisava vencer para permanecer vivo no returno para vencer o campeonato sem final. No mínimo, suspeitaço. Mas no dia de ontem não deu pro Célinho, no final do jogo, Denilshow foi lá e carimbou a vitória avaiana fazendo explodir a Ressacada.

Próximo desafio
No domingo o Avaí vai a Brusque enfrentar o time da casa de olho no título do Estadual e na liderança do campeonato.

A saber, tirando o Brusque, restarão 03 jogos, Figayrense (F), Almirante Barroso (C) e Inter de Lages (F).

Foto: Peguei no site do Globoesporte.com rapazi

Continue lendo >>

segunda-feira, 27 de março de 2017

Derrota fora de casa

Um tropeço e a perda da liderança
O Avaí tropeçou diante da Chapecoense neste domingo em Chapecó. Se no primeiro turno quando recebemos o time do Oeste na Ressacada demos um baile de futebol, neste segundo confronto, com a ausência de 06 titulares, acabamos não conseguindo segurar a Chape.
Vi o jogo pela TV, e vi um Avaí meio apático, teve algumas boas chances mas não conseguiu ser eficaz. Acho que faltou motivação e vontade para que o resultado fosse diferente.

Falharam
Os dos gols da Chape saíram de falhas individuais no Avaí, no primeiro gol, Marquinhos, o cansado, simplesmente entregou a bola, não correu atrás, e a Chape abriu o placar. No segundo gol, o já contestado Kasinski tomou um puta frango, coisa feia, me lembrou muito o Wilson...

Conversa estranha
Hoje cedo vi em um jornal local, o comentarista esportivo dizendo que conversas internas na Ressacada já não falam mais em vencer o returno, e sim em garantir que o jogo da final do catarinense seja na Ressacada. Bom lembrar que para isso, o Avaí tem que ser o líder na classificação geral. Mas se essa conversa realmente for verdade, mostra aquele velho defeito das administrações avaianas em se contentar com pouco, em pensar pequeno.

Próximo compromisso
Na quinta-feira as 20:30 o Avaí recebe o Joinville na Ressacada.

Foto: Peguei no facebook das meninas do Avaixonadas.

Continue lendo >>

  ©Resistência Avaiana - Todos os direitos reservados.

Modificado por MTblogger | Template by Dicas Blogger | Topo